POR QUE O MEDO DA ANESTESIA?
Todas as pessoas tem medo do desconhecido. É como viajar de avião. Quem nunca o fez, morre de medo. Outros, mesmo viajando sempre, também se preocupam. Mas milhares de vôos são realizados, no mundo todo, na mais absoluta segurança. Os poucos acidentes que acontecem são matéria para a imprensa divulgar com estardalhaço. Isso ajuda as pessoas a terem mais medo.

A mesma coisa acontece na anestesia: há medo do desconhecido e muitas divulgações alarmistas de raros acidentes. Como nas viagens de avião, diariamente anestesiologistas qualificados aplicam milhares de anestesias, em todo o mundo, com toda a segurança.

É bem por isso que você deve exigir que somente Anestesiologista qualificado o examine antes da operação, o oriente e faça a sua anestesia. Assim você pode evitar ou diminuir o medo da anestesia. Ouvir explicações sinceras e seguras reduz muito as ansiedades.
 

QUAL O RISCO DE UMA ANESTESIA?
São muito raros, atualmente, os acidentes ou complicações de uma Anestesia, mas podem ocorrer muitas complicações como por exemplo: dor, náuseas, cefaléia, neuropraxias, lesões dentárias e até mesmo o óbito.

Com instrumental, técnicas, conhecimentos e medicamentos modernos, o Anestesiologista reduz ao máximo os riscos de acidentes anestésicos. O Anestesiologista, além do conhecimento e da especialização médica empregará toda sua perícia e experiência clínica para o sucesso completo do tratamento.
 

QUAIS OS PRINCIPAIS EFEITOS COLATERAIS DE UMA ANESTESIA?
São diversos os tipos de efeitos colaterais dos anestésicos, nem sempre observados durante e após uma anestesia. Os mais comuns, entretanto, são náuseas e vômitos. “Dor de cabeça” também é um sintoma possível. Podem também acontecer calafrios e tremores, conforme o tipo de anestesia.
 

OMS – ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE
Os Anestesiologistas Associados – AA seguem o protocolo de cirurgia segura da OMS.

Lista de Verificação de Segurança Cirúrgica

Saiba mais sobre a OMS